Provérbios 384 - O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana.

Augusto dos Anjos

Filtro
Copyright 2011. Joomla 1.7 templates. AssisProfessor Website